segunda-feira, 27 de junho de 2011

IIFA Awards 2011

-

Seguindo o calendário de premiações do cinema indiano, chegou a vez do super aguardado IIFA Awards de 2011, que aconteceu no último sábado, dia 25 de junho. A premiação do International Indian Film Academy desta vez desembarcou em Toronto, no Canadá, realizando o evento pela primeira vez no continente americano.

Conforme a tendência indicada pelo Filmfare Awards, o IIFA Awards não teve surpresas, mas ganhou em homenagens - o que não é raro, mas os homenageados do ano mereceram. Sharmila Tagore e Dharmendra são história e estavam lá, sob a reverência do mundo. E Irrfan Khan também merece enquanto projeção no cinema internacional. Só desconheço as ações de Priyanka Chopra pelo meio ambiente, mas como ela vai ser uma das mães dos meus filhos, eu não questiono o prêmio!


E quem me conhece sabe que desde que Dabangg entrou em cartaz e fez uma bilheteria assustadora no primeiro fim de semana eu fiquei sem entender o que se passava. Daí veio o Filmfare Awards e essa "obra" me leva o prêmio de melhor filme. Daí no IIFA o evento se repete.

E não é nem dizer que a safra de 2010 não tenha sido expressiva. Verdadeiras pérolas saíram das conchas bollywoodianas - algumas, inclusive, com potencial unânime de virarem marcos do cinema indiano. Mas premiações são premiações e eu to aqui comprando briga com uma legião de gente que ama Dabangg e seu *cof* protagonista Salman Khan. Quando eu fizer minha própria premiação do cinema indiano na Praça da Sé as coisas serão diferentes, e tenho dito!

No fim das contas, além de Dabangg, outros grandes premiados da noite foram My Name is Khan e Baand Baaja Baarat.

Mas vamos lá, este post tem que ser mais informativo que debativo. Segue a lista!

Melhor Filme: Dabangg

Melhor Diretor: Karan Johar (My Name is Khan)

Melhor Ator: Shahrukh Khan (My Name is Khan)

Melhor Atriz: Anushka Sharma (Baand Baaja Baarat)

Melhor Ator Coadjuvante: Arjun Rampal (Raajneeti)

Melhor Atriz Coadjuvante: Prachi Desai (Once Upon a Time in Mumbai)

Melhor Ator Estreante: Ranveer Singh (Baand Baaja Baarat)

Melhor Atriz Estreante: Sonakshi Sinha (Dabangg)

Melhor Ator em Papel Negativo: Sonu Sood (Dabangg)

Melhor Ator em Papel Cômico: Riteish Deshmukh (Housefull)

Melhor Roteiro: Abhinav Kashyap e Dilip Shukla (Dabangg)

Melhor Roteiro Original: Shibani Bhatija (My Name is Khan)

Melhor Diálogo: Vishal Bhardwaj (Ishqiya)

Melhor Edição: Namrata Rao (Baand Baaj Baarat)

Melhor Fotografia: Sudeep Chatterjee (Guzaarish)

Melhor Edição de Som: Shankar-Ehsaan-Loy (My Name is Khan)

Melhor Trilha Sonora: Sajid-Wajid e Lalit Pandit (Dabangg)

Melhor Letra de Música: Niranjan Iyengar - "Sajdaa" (My Name is Khan) 

Melhor Cantora de Playback: Mamta Sharma - "Munni Badnaam" (Dabangg)

Melhor Cantor de Playback: Rahat Fateh Ali Khan - "Tere Mast Mast Do Nain" (Dabangg)

Melhor Figurino: Niharika Khan (Baand Baaja Baarat)

Melhor Maquiagem: Ranu (Endhiran)

Melhor Coreografia: Farah Khan - "Munni Badnaam" (Dabangg)

Melhor Mixagem de Som: Pritam Das (Love, Sex aur Dhokha)

Melhor Direção de Arte: Sabu Ciryl (Endhiran)

Conquista Notável no Cinema Internacional: Irrfan Khan

Conquista Notável no Cinema Indiano: Sharmila Tagore e Dharmendra

Green Globe Award: Priyanka Chopra

Casal Mais Sexy: Anushka Sharma e Ranveer Singh
-

20 comentários:

Lilipop disse...

Bem, não poderei dar meu parecer sobre o merecimento dos prêmios, uma porque não vi Dabangg, duas porque não tenho conhecimento técnico suficiente, três porque sou suspeita e quero que Shahrukh Khan ganhe SEMPRE. Mas, bem na verdade, SRK mereceu o prêmio de melhor ator, senão pelo Rizwan Khan (maravilhoso), pelo esforço de ir a Toronto com o joelho "esfacelado", como ele disse, enfrentar atraso no vôo de 14 horas e ainda dançar ao ponto de ir tirando a roupa, suando em bicas, apesar do joelho. Mas, vem cá, de onde desenterraram "Shava Shava" de KKKG para SRK dançar nesse IIFA 2011?

Ibirá Machado disse...

O Shahrukh Khan realmente estava bem em MNIK, mas ou sou muito chato ou sou muito chato e não daria esse prêmio a ele também. De qqr forma, é mil vezes mais merecido que Dabangg ganhar melhor filme... melhor ator eu daria pra Arjun Rampal (o que é aquela atuação dele em Raajneeti???), mas resolveram que o personagem dele era coadjuvante, enfim...

Mas calma, não tenho nada contra SRK, ao contrário, gosto bastante dele. Só ainda acho que a direção de atores em MNIK ainda esteve influenciada pelo Bolly way of acting, e não me ficou tão natural quanto poderia ser. Agora você tem razão, o fato dele ter ido a Toronto e brilhado como brilhou já é digno!

Lilipop disse...

Também gostei do Arjun em Raajneeti, Ibirá. Esqueci de comentar sobre ele! Mas acho que realmente ele foi coadjuvante, uma vez que o Ranbir foi a estrela máxima, e que estrela, viu! Nesse filme o menino mostrou que cresceu e apareceu. Mas Arjun está bem na fita, não deixando que Raajneeti passe em brancas nuvens nos prêmios deste ano.
P.S. A gente faz tanto pseudônimo na internet que depois, quando quer, não consegue se apresentar com o nome verdadeiro. Bjo da Lilian (QCINB).

Ibirá Machado disse...

Hahahahahaha! Que alegria, Lilian! :D

Só sendo você pra chamar Lilipop, a coisa fofa mais fofa que já apareceu nas telas do cinema indiano :D

Luísa Borges disse...

Não vi dabangg ainda,mas vou ver,ja baixei.Não vi antes porque a história não me interessa muito e tem o Salman.
SRK estava perfeito em MNIK e acho que o filme deveria ter ganhando,nem vi dabangg ainda mas sei que melhor que MNIK não deve ser.
Sharmila Tagore tava lá? *-*

Ibirá Machado disse...

MNIK foi melhor que Dabangg. Raajneeti foi melhor que Dabangg. Peepli Live foi melhor que Dabangg. LSD foi melhor que Dabangg. Ishqiya foi melhor que Dabangg. O mundo foi melhor que Dabangg...

Sim, Sharmilona tava lá, recebeu o prêmio das mãos de Shabana Azmi, a senhora respeito, de acordo comigo mesmo :)

Lilipop disse...

Please, diga que UDAAN foi melhor que Dabanng!!! Ah, Udaan, só eu sei como te amei...

Ibirá Machado disse...

Gente, UDAAN! Udaan é tão do coração que nem lembrava que era do ano passado, tanto que já vi e reverenciei. Ao menos o Filmfare Awards lembrou dele. Poxa, Udaan foi um dos filmes mais memoráveis do CineÍndia...

Luísa Borges disse...

Udaan vou ver tbm,ja baixei,

Carol disse...

A questão é que Dabangg foi mais do que o próprio filme. Ele foi a volta do clima masala, algo de que a gente* tanto sentia falta. Udaan foi lindo, MNIK foi legal**, Peepli Live foi coisa de gênio e Raajneeti tirou o meu ar, mas a sensação de "lar, doce lar!" que trouxe o Dabangg é algo que aquece muito o coração. Chulbul Pandey é quase o angry young man citado no outro post, tinha música romântica, música brega apresentando o mocinho, ITEM NUMBER arrasador. Sabem há quanto tempo um item number não conseguia me tirar da cadeira, como Munni Badnaam conseguiu? É, nem eu sei. Só sei que me baixou a Malaika Arora.

Já nem sei mais do que estou falando, de tanta lembrança que esse filme me traz. Bizarro é pensar que eu provavelmente não gostaria disso há 2 anos. Agora, eu sinto que merece, e merece MESMO o prêmio. Nem precisa, mas que ganhe. Uma das lições que Dabangg traz é: faça o que as pessoas querem ver, já que existe uma coisinha chamada "demanda" e você pode se dar muito bem ao respondê-la! :)

Ah, e mais uma: estranhamente, me sinto vingando em Dabangg todo o amor que o mundo não deu ao meu querido Tashan.


* reparem que estou me incluindo como se tivesse crescido em meio ao cinema indiano

**desculpa, falta alguma coisa naquele filme. Talvez seja a sensação de "Karan Johar tentando loucamente ser sério e exportar isso", parecida com a sensação de "Sanjay tentando loucamente ser emocionante" que tive ao ver Black 2, opa, Guzaarish.

Ibirá Machado disse...

Carolis, não vou negar que masalas me agradem e que eu sou um preconceituoso assumido e que, portanto, o efeito Salmão é determinante na minha subjetividade. MAS ainda assim não me convenço. E Tashan é infinitamente mais divertido, pô!

Quanto à sua sensação com MNIK, talvez seja a mesma que a minha. Na real acho que me decepcionei com o Karan.

Carol disse...

Se a Kareena tivesse feito uma dancinha arrasadora, talvez eu amasse mais Tashan do que Dabangg! :D E eu já disse: parei de pensar no que me incomoda no Salman, já que isto me faria gastar toda uma vida de reflexões. Pego o que gosto e pronto,e Dabangg é o mááááximo! *-*

Esqueci de falar do Arjun: EU disse que o Arjun ia arrastar todos os de melhor coadjuvante, não foi? O homem tinha saaaangue nos olhos. Fiquei encantada! -> discurso da futura homicida.

Se decepcionou com o Karan? Por que, meldels? Nem sabia que vc algum dia tinha ido com a cara dele!

Ps: sempre haverá Kuch Kuch Hota Hai :)

Ps²: este blog está (re?)ficando divertido.

Ibirá Machado disse...

Eu ainda gosto do Mr. K. A decepção é sutil. Acho que me desagradaram a seriedade na cópia, o apoiar-se em clichês do momento (Katrina, não a Kéf, por exemplo), as atuacões, o roteiro fraco, o modelo exportação que só indiano acredita funcionar, enfim... mas gosto do filme :)

E sobre o Play Station 2, I guess I'm coming back to life, after some times in the shadows ^^

Carol disse...

Gente, eu, enquanto fã de cinema indiano, cresci neste blog. Eu estava aqui quando vi meus primeiros filmes, quando conheci a comunidade, quando criei meus blogs, quando conheci meus amigos. E só fiz a introdução animada para dizer que a-do-ro a parte dos comentários, pois foi onde mais aprendi (com a tia Barbs e o tio Ibs, princ.). Já faz 2 anos que estou pentelhando por aqui. Beijos, não me liguem.

Voltando ao assunto, não entendi o que vc falou do Karan. Credooo, acabei de entender. Achei que só eu tive problemas com o MNIK nesses pontos! Acho que esperei muito de um diretor que nunca me deu nada demais. Gosto de MNIK tb, mas a sensação de "ué, foi isso?" que tive na 1ª vez me persegue.

Dabangg mereceu, mas isto não significa que eu daria o prêmio a ele. Nenhum filme foi mais sensacional que todo o resto do mundo, caso de 3 Idiots em 2009.

Sobre o PS²: *-*

Ibirá Machado disse...

Carol, é que não sei quanto você não deve saber que uma frase interna vale realmente tanto a você, luz de nossos dias <3

PS∞: hoje - e sempre - é dia de declaração

leo p.i.xx disse...

O humor do Ibirá é o mais foda: "mas como Priyanka Chopra vai ser mãe de um dos meus filhos" ri alto! kkkkk

Ibirá Machado disse...

Hahahaha, valeu, Leo!

Rita disse...

Olá Ibirá, te conheço da comunidade 'QUERO CINEMA INDIANO NO BRASIL"; voce falou da Pryanka no inicio do Post, ela realiza uma espécie de teleton verde (este ano será o 3º) chama-se Greenathon e desenvolve ações pelo meio ambiente, como sustentabilidade e reciclagem. incentivando o plantio de árvores e uso racional da água. Eu vi uma parte no ano passado atraves da net. e estou querendo ver ao IIFA,apesar de não entender nada do que eles falam...

Ibirá Machado disse...

Oi, Rita, obrigado por escrever!!

Gente, é verdade! Ela faz o Greemathon! Sabe que eu apago essas coisas que os indianos fazem, porque depois que soube das ações sociais do Salman Khan e do Sanjay Dutt eu fiquei meio revoltado, porque uma coisa é ser lindo socialmente quando se é lindo pessoalmente (caso da Priyanka) e outra coisa é quando na vida pessoal você é um desumano (caso dos outros dois...).

Valeu por esclarecer! :)

Carol disse...

A arte de reler posts antigos pela escassez de diversão recente...tsc.