domingo, 13 de março de 2011

Bollywood pra Iniciantes - Lição 2

-

E continuando nossas traduções da série Bollywood for beginners, do Filmi Girl, vamos hoje à segunda lição. Divirtam-se e esclareçam-se!

O que faz um filme de Bollywood?

Lá nos começos da história do cinema, a indústria estadunidense de filmes desenvolveu um estilo que valorizava o realismo, com o uso de uma câmera discreta. Milhares de quilômetros dali, a indústria de filmes de Mumbai percebeu que uma forma estilizada de drama, que incorporasse músicas nas narrativas, funcionaria melhor com as audiências indianas. As vastas diferenças entre as "linguagens" cinemáticas do cinema indiano popular e o do estilo ocidental são, provavelmente, a grande causa das zoações sobre Bollywood na cultura popular ocidental.

Se um espectador não sabe como entender as deixas da história que levam às músicas do filme, então ele provavelmente ficará confuso quando os personagens principais começarem a dançar. E se o espectador não entender os paralelos míticos dos personagens arquetípicos, também não entenderá o sentido de muitas cenas ou ainda julgará como irreais. Essa confusão entre culturas é o grande obstáculo pra ocidentais que vêem um filme indiano pela primeira vez.

O principal estilo usado em quase todo o cinema popular indiano, incluindo Bollywood, é chamado masala (em referência ao famoso tempero indiano, que mistura muitas especiarias). Se na culinária masala é uma mistura de cravo, cominho, nós moscada, pimentas e outras coisas, o filme masala é uma mistura de drama, romance, comédia, valores familiares, música, sexo e violência.

Pense em algo como Glee (música, drama, comédia, romance) ou Segurando as Pontas (Pinneaple Express - violência, comédia, valores familiares), pra ter uma ideia de como isso funciona. Cenas de comédia são usadas pra quebrar um momento de tensão; violência enfatiza a suavidade de um romance; e os valores familiares pode mesclar isso tudo. Quando um masala é bem feito, as mudanças de tom no filme podem conduzir as emoções da audiência como um maestro em uma orquestra.

Outra marca muito visível do cinema indiano é a forma estilizada de atuação, o que pra um espectador ocidental pode parecer muito exagerado. Essa forma estilizada de atuação tem raízes no teatro tradicional indiano, mas enquanto nós no ocidente não estamos acostumados a ver isso em filmes hoje em dia, isso pode ser encontrado em filmes antigos de Hollywood, assim como nas óperas, em musicais de teatro, e ainda nas peças de Shakespeare - em outras palavras, é a atuação que é experienciada em um teatro lotado.

O público indiano de um filme masala bem popular será um tanto barulhenta e irá interagir com as imagens da tela - assobiando pras suas atrizes e atores favoritos, dançando ou jogando moedas na tela durante as músicas favoritas - e então as atuações tem que ser exageradas o suficiente pra dar conta dessa multidão barulhenta.

Ainda que esteja ficando menos comum, filmes de Bollywood às vezes são feitos pra atingir as populações do interior que não fala hindi ou que não sabe ler uma legenda - e pra esses casos, a atuação exagerada dá conta de contar a história mesmo que o espectador não entenda o que os atores estejam dizendo. E mesmo hoje, diálogos importantes são ditos em inglês no meio do filme, porque se um espectador não entende hindi, existe grande chance de ele entender inglês.

A música e o local onde elas entram na narrativa são também marcas importantes dos filmes indianos populares. Os filmes não são "musicais" no sentido que estamos acostumados no ocidente, porque eles não representam um gênero separado. Se todos os filmes usam músicas na narrativa, então as músicas são apenas parte da forma com que a história é contada. Geralmente não são os atores e as atrizes que cantam suas próprias músicas, essa tarefa fica a cargo do que chamamos de cantores de playback

Os cantores de playback acabam sendo tão conhecidos quanto os próprios atores, até mesmo pelo fato de seus trabalhos serem feitos por trás das câmeras, o que faz com que suas carreiras durem muito mais que a de um ator e atriz pra quem eles cantam. Como exemplo, a super amada cantora de playback Lata Mangeshkar começou a cantar nos seus vinte e poucos anos e está até agora, já nos 80.

Não são somente as músicas e essa mistura de tons que separam o cinema popular indiano do estilo de cinema ocidental; a estrutura de narrativa de um filme popular indiano é totalmente diferente. Ao invés de o filme ser construído em três atos, o cinema popular indiano é estruturado em dois atos de formas livres, separados por um intervalo.

Ao invés das narrativas serem levadas pelo formato dos três atos, a estrutura do cinema popular indiano vem do uso de personagens super arquetípicos, que remetem aos mitos religiosos e ao teatro folclórico. O público indiano espera ver esses personagens arquetípicos, ainda que os limites de alguns desses papéis tenham mudado em anos recentes - sobretudo dos papéis das atrizes, que se tornaram muito mais independentes.

Isso foi apenas um aperitivo do que faz um filme de Bollywood; aos pocuso irei especificando conforme continuamos a série.
-

8 comentários:

Juzé disse...

Muito bom trabalho! Parabéns!

Ibirá Machado disse...

Obrigado, Juzé!

Vinicius disse...

Adorei, é sempre bom saber mais sobre Bollywood.

Nossa como eu amo Bollywood!

Se me dissessem a uns três anos atrás que eu iria gostar tanto de Bolly eu não acreditaria! rsrs

Vinicius disse...

Preciso urgente aprender Inglês e Hindi. rsrs

Ibirá Machado disse...

Vini, inglês primeiro! Aprenda!!! :)

Mila disse...

Adorando a explicação e aguardando o proximo capítulo...

birasblog-birasblog disse...

muito booommmm!

Flor Baez disse...

Adorei! Muito bacana!