sábado, 8 de agosto de 2009

Bandit Queen (1994) - बैंडिट क्वीन

-

É um tanto difícil encontrar filmes indianos de excelente qualidade, fora das produções do circuito comercial das grandes indústrias de cinema do país. No entanto, no boca a boca, alguma coisa sempre acaba chegando até nós, confirmando o que já sabemos a respeito da capacidade que a Índia tem de fazer filmes muito bons.

E dessa vez estou falando de Bandit Queen (A Rainha dos Bandidos), um filme que conta a história real de Phoolan Devi, uma mulher que, como tantas e tantas na Índia, sofreu horrores não só por ser mulher, mas também por ser de casta baixa. Mas aqui não contarei toda a sua história; para isso, clique aqui e leia a postagem que a Prof. Sandra Bose preparou baseada na autobiografia de Phoolan.

Bom, o filme é um tanto antigo, de 1994, é estrelado por Seema Biswas, dirigido por Shekhar Kapur e produzido pela Kaleidoscope Entertainment, uma produtora que inicialmente financiou obras não comerciais, mas que posteriormente acabou entrando no mundo mais propriamente bollywoodiano.

O filme começa com uma frase dizendo que a história é real, e em seguida vem uma frase extraída do livro sagrado das "Leis de Manu", um dos mais importantes do hinduísmo e que até hoje dita as regras comportamentais e sociais da maior parte da sociedade indiana. A frase mostrada diz o seguinte: "Animais, tambores, analfabetos, pessoas de castas baixas e mulheres são dignos de serem espancados".

E é daí que o filme começa, logo mostrando a pequena Phoolan, com 11 anos, sendo entregue pelo pai a um cara que queria casar pois já estava na hora, mais ou menos simples assim. E simples assim ela é colocada a cumprir as funções de uma mulher casada, como fazer a comida, pegar água no poço e lavar a roupa. Mas pior que isso, estando casada, ela deveria submeter-se ao que é mais cruel num casamento com uma criança: o sexo. E sofrendo tudo isso, inclusive a rejeição de ser sudra (a casta mais baixa), Phoolan foge e retorna à casa de seus pais. Acontece que, na Índia, essa é a pior coisa que uma mulher pode fazer, mesmo sendo ela ainda uma criança.

Assim, ela cresce em sua vila sendo mal vista pelos outros, até que os anciãos decidem por sua expulsão, quando ela tem por volta de 20 anos. Não tendo direito pra onde ir - e já com sua falsa fama construída na região -, ela acaba indo parar nas mãos de uma gangue de bandidos que até hoje existe em zonas rurais do centro da Índia, que funcionam mais ou menos como funcionava o cangaço no nordeste brasileiro.

Com o tempo, ela revela-se uma mulher muito forte e capaz de ser tão boa bandida - ou até melhor - quanto os homens da gangue. E é assim que ela vira a "Rainha dos Bandidos" e sua fama atinge toda a Índia.

No filme, duas são as cenas mais fortes de quando ela já é a rainha do "cangaço". Primeiro, quando ela vai até a vila do cara com quem ela havia se casado quando criança, arranca ele de sua casa, amarra-o em um poste e começa a espancá-lo na frente de todos. Ela quer uma espécie de vingança, mas mais importante, recuperar sua honra perdida. E nesse momento cenas de quando ela foi abusada quando criança são intercaladas às imagens dela espancado o moço. E depois, em outro momento, ela e a gangue invadem a vila de Behmai atrás do grande líder das gangues e que outrora havia cruelmente estuprado Phoolan. E nessa hora, todos da vila se escondem em suas casas, mas um bebê é deixado abandonado ao lado do poço no centro da vila. O bebê é uma menina. E quando a gangue retira à força os homens de suas casas, à procura do líder, a cena intercala com o choro do bebê desesperado, inclusive quando todos os 22 homens são sumariamente assassinados ao seu lado. A cena é forte. Se isso se passou de fato na vida real eu não sei, mas toca fundo a raiva de Phoolan, que a todo custo tenta recuperar sua honra cruelmente arrancada, além de construir a dignidade da mulher, que nunca existiu na Índia, e a igualdade entre castas.

No final do filme, emociona também ver Phoolan entregando-se à polícia com uma imensa plateia atrás de si gritando "Jay Phoolan" (algo como "Viva Phoolan"). E ela deixa seus termos de rendição, que dizem: "Nossas famílias devem ser protegidas e devem ter terras pra viver. Depois que formos soltos, devemos ter licenças de arma para nossa segurança. Todas as nossas crianças devem ter educação gratuita. Nós devemos ser soltos após 8 anos.".

Ela é presa em 1983 e o filme acaba nesse momento. Em seguida, um texto aparece dizendo que em 1993 o governo do Uttar Pradesh mudou e entrou no poder um grupo de casta baixa. Esse novo governo anulou todas as sentenças contra Phoolan, incluindo a morte das 22 pessoas de Behmai, e a soltou. Phoolan virou política e ativista social. Em 2001 ela foi assassinada em frente à sua casa, em Nova Delhi.

Assistam ao filme, que vale muito a pena. A atuação de Seema Biswas no papel de Phoolan é impressionante, como raramente se vê. Impressiona ver um sistema social que para nós parece ser tão arcaico, mas que é ainda hoje totalmente presente na Índia. As cenas de espancamento público que aparecem no filme algumas vezes parecem muito primitivas, mas são recorrentes por lá. Eu mesmo enquanto na Índia estive vi na TV uma cena dessas, como se fosse algo normal. Mas acima de tudo, dói ver o conflito entre castas, dói ver o maltrato das mulheres, dói ver tamanha ignorância.

No Youtube não há trailer desse filme, mas ele está disponível inteiro, em 13 partes. Veja abaixo a Parte 1 de Bandit Queen:



11 comentários:

bárbara disse...

Muito bom! Já tinha ouvido falar desta história mas não sabia que havia um filme.

Profª Sandra disse...

Chorei de odio e me descabelei vendo este filme!! Como a sociedade indiana eh PODRE!!!!! Ai que nojo!

Achei que tu tinha esquecido pois anda tao ocupado. Que grata surpresa, vc nunca me decepciona!!
Orgulho de ser sua amiga!!!!!!!!

Om Shanti

Ibirá Machado disse...

Compromisso é compromisso, né! ;)

Vivian disse...

OLÁ... SOU LEITORA FANATICA DO INDIAGESTAO DA SANDRA E ME FIQUEI IMPRESSIONADA COM O RESUMO DA BIOGRAFIA PHOOLAN DEVI NO BLOG DELA. FUI LOGO VENDO O FILME PELO YOUTUBE Q INFELIZMENTE NAO TEM A PARTE "9" Q ACREDITO EU SEJA A MAIS CHOCANTE DE TODAS... QUANDO ABUSAM DELA NUM VILAREJO. COMO NAO SEI QUASE NADA EM INGLES, FIQUEI ACOMPANHANDO O RESUMO COM O Q VIA NO FILME. SÓ POR AI ME CHOQUEI COM TANTA CRUELDADE E FIQUEI FASCINADA, FUI LOGO CORRENDO PRO GOOGLE PRA VE SE ACHAVA MAIS COISA... COMO O LIVRO DELA PRA LER ONLINE. NAO ACHEI, MAS AMEIIIII A HISTORIA, SE VC TIVER MAIS ALGUMA COISA SOBRE O ASSUNTO OU SE VC SOUBER AONDE POSSO LER ESSE LIVRO NA INTERNET ME AVISE POR FAVOR!(viviandutrachaves@gmail.com). OBRIGADO POR CONTAR ESSA HISTORIA AQUI E OBRIGADO A SANDRA Q A COLOCOU NO INDIAGESTAO. BEIJOS

Vivian disse...

OLÁ... SOU LEITORA FANATICA DO INDIAGESTAO DA SANDRA E ME FIQUEI IMPRESSIONADA COM O RESUMO DA BIOGRAFIA PHOOLAN DEVI NO BLOG DELA. FUI LOGO VENDO O FILME PELO YOUTUBE Q INFELIZMENTE NAO TEM A PARTE "9" Q ACREDITO EU SEJA A MAIS CHOCANTE DE TODAS... QUANDO ABUSAM DELA NUM VILAREJO. COMO NAO SEI QUASE NADA EM INGLES, FIQUEI ACOMPANHANDO O RESUMO COM O Q VIA NO FILME. SÓ POR AI ME CHOQUEI COM TANTA CRUELDADE E FIQUEI FASCINADA, FUI LOGO CORRENDO PRO GOOGLE PRA VE SE ACHAVA MAIS COISA... COMO O LIVRO DELA PRA LER ONLINE. NAO ACHEI, MAS AMEIIIII A HISTORIA, SE VC TIVER MAIS ALGUMA COISA SOBRE O ASSUNTO OU SE VC SOUBER AONDE POSSO LER ESSE LIVRO NA INTERNET ME AVISE POR FAVOR!(viviandutrachaves@gmail.com). OBRIGADO POR CONTAR ESSA HISTORIA AQUI E OBRIGADO A SANDRA Q A COLOCOU NO INDIAGESTAO. BEIJOS

mercurioretrogrado disse...

Já tenho o filme! Vou ver um dia desses. Grata pela lembrança desse filme, Ibirá. Já tinha ouvido falar nele, mas estava esquecido em algum recanto da minha memória. :-)

Abraços,
Bru Lyrio.

Ibirá Machado disse...

:)

Anônimo disse...

agora esse filme RAINHA BANDIDA está disponível em qualidade de dvd com legendas traduzidas direto do inglês por mim para portugues brasileiro gratuito em
http://thepiratebay.org/torrent/5268985/RAINHA_BANDIDA_Bandit_Queen_1994_2CD__sub_br_en__

Ibirá Machado disse...

Uau! Muito obrigado! :D

Anônimo disse...

disponivel para baixar em torrent com legendas em Ptbr e En em
http://thepiratebay.org/torrent/5727675/RAINHA_BANDIDA_Bandit_Queen_1994_2CD__sub_br_en___english_dialog

Ibirá Machado disse...

Obrigado!