sábado, 8 de agosto de 2009

Comercial para o Eye Bank Association of India

=

Hoje encontrei um comercial indiano que eu ainda não tinha visto, mas que de repente achei ele tão interessante que merece ser colocado à frente de outros que estavam na lista.

Trata-se do comercial chamado Hostel, feito para a Eye Bank Association of India, em 2007. Com o incansável tema do Holi, que é o Festival das Cores da Índia, essa propaganda consegue ter muita sensibilidade ao mostrar como a vida pode ser muito mais simples mesmo que sejamos alijados de alguma característica que pensamos ser fundamental. Vejam:



De fato, os indianos sabem fazer comerciais excelentes e isso o Cinema Indiano vem mostrando com as ótimas publicidades produzidas na Índia. Dessa vez, me surpreendi com a sensibilidade dessa obra, que foi feita pela Code Red Films, de Mumbai, e dirigida pelo premiado ator e publicitário Gajraj Rao.

A Eye Bank Association of India apela anualmente pela doação de órgãos e, no caso deles, de olhos, para que seu trabalho possa sempre ser realizado da melhor maneira possível. É lógico que a demanda na Índia é enorme, se comparado à quantidade de pessoas que se disponibilizam a doar órgãos, dada a rigidez religiosa que, em princípio, impede isso. Mas mudanças recentes na sociedade, incluindo comerciais muito sensíveis como esse, vêm permitindo avanços no país no que diz respeito à solidariedade e à consciência coletiva.

No final do comercial, um texto diz que 67 pessoas, incluindo os criadores desse filme, aceitaram doar seus olhos. Em 2007, essa peça publicitária levou o Leão de Bronze no Festival de Cannes.

4 comentários:

Profª Sandra disse...

Vc me deve uma caixa pequena de lencos de papel!!!! Estou chorando ate agora e a culpa eh sua hehehehe

Tenho MUITO orgulho em dizer que desde 1988 preenchi o cartao do Banco de Olhos de Sao Paulo. Naquela epoca eu tinha 24 anos e tinha uma visao perfeita! Agora ja com 45, tenho que usar oculos pois ja nao enxergo mais tao bem.

TODOS que usamos oculos/lente somos deficientes no sentido que NAO enxergamos bem sozinhos e precisamos de instrumentos que nos auxiliem a enxergar.
O mesmo vale para quem usa dentadura e qualquer outra ortese/protese.

Quando abrimos o leque do que seja DEFICIENCIA, a coisa muda e passamos a ser mais compreensivos e termos mais empatia pelos deficientes "classicos".

Ate um careca eh um deficiente, ja pensou nisso????????
Ele ja nao produz mais cabelos e tem que fazer implante ou usar peruca hehehehe

ADORO ver o mundo com esta perspectiva bem ampla.

Om Shanti

Ibirá Machado disse...

Pode deixar, Sandroca, mandarei uma caixa personalizada de lenços de papel! ;)

Mas poxa, gostei do seu comentário! Bahut bahut dhanyavaad :)

karma kunzang disse...

Tocante mesmo!!!
Parabéns pelo teu trabalho no blog, está muito bom!!!

Ibirá Machado disse...

Obrigadíssimo! :)