sexta-feira, 19 de junho de 2009

Crescimento de Bollywood

Q
Queridos, em breve estarei de volta, com várias novas postagens. Mas enquanto não posso dar a dedicação merecida, passo a vocês uma reportagem que é de interesse de todos nós:

Com internacionalização, Bollywood deve crescer 12,5% até 2013
por Elisa Campos, enviada especial a Joinville, Época Negócios, 18/6/9


A indústria de cinema indiana, mais conhecida mundialmente como Bollywood, está passando por mudanças que possibilitarão nos próximos cinco anos um forte crescimento de 12,5%. Mas a expansão desse mercado não virá somente do 1,2 bilhão de indianos, o equivalente a um quinto da população mundial, mas sim, da internacionalização da sétima arte indiana.

Em apresentação na ExpoGestão 2009, nesta quinta-feira (18/6), Sharada Ramanathan, cineasta indiana e diretora da Golden Square Films, descartou um forte impacto da atual turbulência econômica no ramo do entretenimento. “Apesar da crise, as pessoas continuam indo ao cinema, continuam querendo se divertir”.

“Na Índia, a cada ano empregamos mais e mais pessoas”, conta a artista e empresária. De fato, são números respeitáveis. O setor emprega cerca de 15 milhões no país.

São os milhões que movem a nação responsável pelo maior número de filmes produzidos por ano no mundo. São mil, falados em dezenas de línguas. A Índia possui 22 idiomas oficiais, além de 2 mil dialetos que variam de acordo com a região do país. A maioria dos filmes, no entanto, é produzida em hindi.

“O cinema é definitivamente um modo de vida na Índia”, afirma Ramanathan. Um modo de vida que, daqui para frente, deve ganhar os quatro cantos do mundo. Com orçamentos que variam entre US$ 500 mil e US$ 10 milhões, há um esforço de levar os filmes indianos para o exterior. “Estamos fazendo co-produções com Hollywood e lançando canais com a nossa produção em outros países”.

Com essas ações, estima-se que a indústria cinematográfica indiana passe a movimentar US$ 225 milhões em 2013, contra os US$ 125 milhões registrados em 2008: um crescimento de 12,5%.

Com influência de tradições antigas indianas e do Ocidente – Michael Jackson é considerado a maior influência do século passado lá -, o cinema indiano também aposta em expandir suas fronteiras dentro da própria Índia. “Estamos ganhando espaço em cidades menores em que não tínhamos representatividade. São eles que crescem com mais rapidez”, diz Sharada.

Como obstáculos ao final feliz para o cinema indiano, estão a pirataria, responsável por movimentar US$ 45 milhões no país por ano, e a competição com a TV a cabo, aponta a cineasta.

4 comentários:

Profª Sandra disse...

Nossa, que surpresa inesperada encontrar esta postagem aqui hoje.

Michael Jackson é considerado a maior influência do século passado lá. Isto porque ele conseguiu realizar o sonho indiano de negro ter ficado branco!!!!!!! HAHAHAHAHA
Que maldade, embora seja a pura verdade! E viva os fair creams!!!

Ja ate comprei um pra mim. Depois te conto o resultado ;)

Ibirá Machado disse...

Como assim comprou um pra vc???? Quer virar Branca de Neve?? haha

Profª Sandra disse...

So estou passando nas manchas. Porque minha pele esta toda manchada devido a este horrendo sol indiano.
Ontem fez 48 graus aqui em Delhi e eu fiquei 6 horas sem luz!!!!!!!!
Incredible Shit India!

Ibirá Machado disse...

Minha nossa senhora! o.O