terça-feira, 23 de junho de 2009

"Filmes Hindi são apenas parte do Cinema Indiano"

-
Enquanto não chegam postagens sobre atores e novos filmes (que sei que é o que vocês mais gostam!), passo mais um artigo que encontrei em consonância com o artigo anterior. Vale também para os novos leitores do Cinema Indiano, que ainda não sabem - ou sabem pouco - que o cinema indiano é muito mais que Bollywood e seus filmes em hindi. Não acho que esse artigo seja dos melhores, mas é interessante por mostrar que os indianos estão cada vez mais preocupados com a projeção deles próprios para o mundo, o que até pouco tempo não havia. Talvez essa nova década que está por entrar traga novas perspectivas para o cinema da Índia e mesmo para o cinema do mundo, pela inserção de uma nova estética, muito diferente da que estamos acostumados no ocidente.

Filmes Hindi são apenas parte do Cinema Indiano
por Laxmi Birajdar, do The Times of India, 23/6/9

PUNE: Quem decide o que é sério e o que é café-com-leite no cinema indiano? Qual é a percepção do que é popular no cinema? E, ainda mais importante, quais são os parâmetros pra julgar o bom cinema? Essas foram algumas das questões levantadas pelo cineasta K. Hariharan durante sua palestra sobre o cinema popular indiano, no curso sobre cinema no Film and Television Institute of India (FTII), recentemente.

"Hoje, filmes populares são feitos de maneira democrática. Existe um certo processo nos filmes que vemos. Os espectadores precisam entender o ponto de vista do diretor. Apenas gostando ou não gostando de um filme não nos ajudará a entender melhor o cinema", diz Hariharan, conhecido por filmes como Current (hindi), Ghashiram Kotwal (marathi) e Ezhavathu Manithan (tamil), dentre outros.

A definição precisa do cinema indiano, seja popular, seja outro, precisa ser entendida. "A percepção no ocidente é que o cinema hindi é o cinema indiano. Mas isso não é verdade. Bollywood representa a indústria hindi, o que é, por sua vez, também um cinema regional. As outras indústrias regionais, em outras línguas, são também parte do que é chamado Cinema Indiano", diz Hariharan.

Explicando a psique do público comum indiano, Hariharan diz que apenas na negação nós vemos a verdadeira arte, ou profundidade. "Tudo o que é feliz ou legal não é necessariamente profundo ou bom cinema. Nós indianos vemos arte na negação das emoções, como em filmes que abordam emoções negativas e fortes melodramas. No entanto, os filmes indianos populares estão refinando seus melodramas", acrescenta. De acordo com ele, são os cinemas regionais que podem mostrar a riqueza das produções cinematográficas. "A verdadeira arte do cinema está nas indústrias regionais".

Mas a necessidade de grandes investimentos em publicidade e estratégias de marketing usadas para os filmes, em especial para as grandes produções hindi, está levando os cineastas indianos a acreditarem na ilusão do cinema indiano, diz Hariharan. "Primeiro, temos uma grande impressão de que há um enorme público de fora da Índia que curte os filmes populares de Bollywood. Mas na verdade são os indianos residentes no exterior que assistem a nossos filmes, e não os estrangeiros".

E tocando na questão da corporatização das grandes produções do cinema indiano, especialmente dos filmes hindi de Bollywood, Hariharan diz que "estamos sob a ilusão de que há muito financiamento acontecendo para filmes hindi. Mas na verdade há investimento para poucos. A grande maior parte das produções sobrevivem com a fórmula bem sucedida de levantar verbas de infinitas fontes".

E mais importante, o público indiano é esperto em escolher o que quer. "Dos mais de 900 filmes lançados todos os anos, eles rejeitam 800 deles. Isso significa que eles sabem o que querem e o que não querem", conclui Hariharan.

5 comentários:

Profª Sandra disse...

Infelizmente os indianos so gostam de filmes futeis.
Os filmes bons, de qualidade, quase NUNCA fazem sucesso.
Indianos tem pessimo gosto para filmes. Para eles o filme so eh bom se tiver muitas musica, danca e atores lindos e famosos.
Claro que tambem adoro uma futilidade para descontrair vez por outra, mas o tempo todo so futilidade nao me desce mesmo!!!

barbarella disse...

Gostei do post!
Infelizmente só os filmes hindi é que são exportados e promovidos minimamente aqui no estrangeiro. E ainda que a gente use torrents, é muito difícil arranjar legendas.
Deve haver tanta coisa interessante para ver que a gente desconhece.

Ibirá Machado disse...

Sandra, pois é...

Barbarella, e tem muita coisa mesmo!

barbarella disse...

Eu sei!! E o que é pior, tenho a certeza que o cinema regional é mais interessante que Bollywood.

Ibirá Machado disse...

Se tomarmos como exemplo algumas excelentes obras bengalis e mesmo tâmeis, como "The Terrorist", com certeza eles fazem coisas muitíssimo interessantes :)