segunda-feira, 1 de junho de 2009

Kareena Kapoor - करीना कपूर

_

E agora é a vez de falar sobre mais uma das grandes (e lindas!) personalidades do cinema indiano, Kareena Kapoor. Eu fico até com uma quase vergonha por não ter falado até agora sobre essa atriz, unanimidade em Bollywood, praticamente um ano depois da fundação do blog Cinema Indiano. Mas a hora chegou!

A principal representante em atuação da Família Kapoor em Bollywood, Kareena nasceu em Mumbai no dia 21 de setembro de 1980. O cinema já faz parte até dos cromossomos de Bebo, como é carinhosamente chamada, já que não só seus pais são atores (Randhir Kapoor e Babita), mas também era seu avô (Raj Kapoor) e seu bisavô (Prithviraj Kapoor). Todos parte da linhagem da imensa Família Kapoor que domina cenários de Bollywood. Ela é também a irmã mais nova da também atriz Karisma Kapoor, sobrinha de Rishi Kapoor e prima de primeiro grau de Ranbir Kapoor. E pelo que ela mesma diz, seu nome, Kareena, é uma adaptação feita por sua mãe ao nome Anna Karenina, livro de Leon Tolstói que ela leu durante a gravidez.

Embora quando crianças ambas Karisma e Kareena Kapoor quisessem ser atrizes, seu pai desaprovou dizendo que isso não seria bem visto dentro da família. Por incrível que pareça, esse desejo das duas meninas resultou em um sério atrito entre seus pais, que acabaram por se separarem. Babita mudou-se então com suas duas filhas e trabalhou duro para sustentá-las.

Kareena estudou na Jamnabai Narsee School, em Mumbai, e depois foi para a escola interna Welham Girls, em Dehradun, em Uttarakhand, no norte do país. Depois estudou comércio na Mithibai College, em Mumbai, embora não gostasse disso. Pelo que ela mesma diz, concluiu o ensino superior pois dessa maneira ela podia ficar perto de sua família. Mas depois ela quis tentar uma outra área de estudos, ao passar três meses nos Estados Unidos estudando microcomputação na Universidade de Harvard. Ainda assim Kareena não ficou feliz, mas achou que poderia realizar-se estudando direito na Government Law College, em Mumbai. No entanto, um ano depois, assumiu pra si mesmo que o que ela realmente queria era atuar. Antes tarde do que nunca! Ela então entrou na escola de atuação Kishore Namit Kapoor Acting Institute. E lógico, daí foi direto pra Bollywood.

Sua estreia deveria ocorrer no filme Kaho Naa... Pyar Hai (2000), de Rakesh Roshan (pai de Hrithik Roshan, que também estreou nesse filme), mas poucos dias antes de iniciar as filmagens ela abandonou. Eu diria que bateu aquela insegurança nela, mas sua justificativa foi de que o filme seria focado exclusivamente em Hrithik e que não seria um bom projeto pra sua estreia.

Mas não pense que ela adiou sua estreia em Bollywood. No mesmo ano ela estreou e estrelou no filme Refugee, que conta a história de um refugiado (interpretado por Abhishek Bachchan, que também estreava sua carreira nesse filme) na guerra Indo-Paquistanesa, de 1971, e ela era Naaz, uma imigrante de Bangladesh que se apaixona pelo refugiado. O filme não fez muito sucesso, mas deu a ela o prêmio de Melhor Atriz Estreante no Filmfare Awards. Mas convenhamos, eu diria que ela foi muito esperta ao escolher estrear ao lado do filho de Amitabh Bachchan do que do lado do filho de um diretor. Por mais famoso que Rakesh Roshan possa ser (e nem é tanto), o peso de Big B é muito maior. Kareena não é boba, não!

No ano seguinte apareceu em Mujhe Kuch Kehna Hai, que fez mais sucesso e confirmou seu talento. No entanto, os filmes seguintes, Yaadein e Ajnabee fracassaram na bilheteria e na crítica. Em 2001, porém, ela fez par com Shahrukh Khan no super sucesso Asoka, de Santosh Sivan, que conta a história do Imperador Ashoka que unificou a Índia e espalhou o budismo por volta do século três antes de Cristo. Esse filme deu a ela a primeira indicação ao prêmio de melhor atriz no Filmfare Awards. E curiosamente, Asoka é um dos únicos filmes de Bollywood que pode ser encontrado em algumas locadoras aqui do Brasil.

No mesmo ano ela também atuou em Kabhi Khushi Kabhie Gham, que foi um super sucesso e deu a ela o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Filmfare Awards. Kareena estava feliz com os sucessos de 2001, mas acabou passando por um longo momento de descrédito da crítica em 2002 e 2003, quando atuou nos super fracassados Mujhse Dosti Karoge!, Jeena Sirf Merre Liye, Talaash: The Hunt Begins..., Khushi, Main Prem Ki Diwani Hoon e LOC Kargil. A crítica bombardeou Kareena dizendo que ela havia se tornado uma atriz qualquer, fazendo sempre os mesmos tipos de papéis, sem qualidade alguma.

Em 2004, portanto, ela decidiu que não pegaria mais qualquer filme, mas sim aqueles que exigissem mais dela enquanto atriz. Foi assim que apareceu em Chameli, em que fez uma prostituta que se envolve com um investidor viúvo. O filme foi um sucesso e um divisor de águas em sua carreira, dando a ela o prêmio de Performance Especial, que é dado esporadicamente pelo Filmfare Awards apenas a quem realmente faz algo de grande destaque.

No mesmo ano também apareceu ao lado de Amitabh Bachchan no filme Dev, em que ela fazia a muçulmana Aaliya, vítima dos massacres contra os muçulmanos no Gujarat, em 2002, levando consigo o prêmio de melhor atriz pela crítica no Filmfare Awards. Em 2004 apareceu também em Fida, em que fez sua primeira vilã, e em Aitraaz e Hulchul.

Em 2005 estrelou Bewafa, Kyon Ki e Dosti: Friends Forever. Nenhum foi bem sucedido. Já em 2006 foi a vez de aparecer em 36 China Town e na comédia Chup Chup Ke, ambos medianos. Depois, Omkara finalmente voltou com o sucesso na carreira de Kareena, que levou o segundo prêmio de melhor atriz pela crítica no Filmfare Awards. Ainda em 2006, ela também apareceu em Don - The chase Begins Again.

Em 2007 apareceu em Jab We Met, ao lado de Shahid Kapoor, levando o primeiro prêmio de melhor atriz no Filmfare Awards. Em 2008 apareceu em Tashan ao lado de Akshay Kumar, Anil Kapoor e seu atual namorado Saif Ali Khan. No mesmo ano ela dublou a cachorrinha Laila na primeira animação em longa metragem indiana Roadside Romeo, que estreará na próxima semana aqui no Brasil.

No final de 2008 ainda apareceu em Golmaal Returns, que foi um super sucesso de bilheteria. E agora em 2009 ela aparece em Kambakkht Ishq, Main Aur Mrs. Khanna, Three Idiots, Milenge Milenge e Qurbaan.

Bom, e diferentemente de boa parte das personalidades do cinema indiano, Kareena Kapoor é de alguma maneira engajada nas questões sociais de seu país. Ao longo dos anos 2000, desde que começou sua carreira, participou de shows beneficientes por toda a Índia, desde para angariar fundos às vítimas do tsunami, em 2004, até dar apoio às tropas indianas que ficam isoladas no meio do deserto de Thar, no Rajastão.

E como a fofoca faz parte de nosso trabalho, preciso também dizer que antes de namorar Saif Ali Khan, Kareena já namorou Shahid Kapoor, terminando com ele durante as filmagens de Jab We Met, no qual contracenavam. Outra fofoca que a mídia indiana adora tocar diz respeito ao corpo de Kareena. Em 2006 houve rumores de que ela estaria anoréxica, mas Kareena desmentiu dizendo que havia virado vegetariana e que estava praticando muita yoga e natação para ter um corpo mais saudável. Mas os rumores voltaram quando ela desmaiou durante as filmagens de Tashan que, segundo ela, foi apenas um mal-estar. E além disso, todos se perguntam quando o casal Kareena e Saif irão se casar; aparentemente, Saif Ali Khan parece estar muito mais engajado na ideia, e Kareena desconversa. É o que a mídia gosta de explorar, a verdade mesmo nós não sabemos!

11 comentários:

sendonblanco disse...

Acho a Kareena uma chata. Nao por nada, mas ainda nao vi uma representaçao dela que fosse memorável.

Abraços!
Bru Lyrio.

barbarella disse...

Pois eu acho a Kareena o M-Á-X-I-M-O. Além de ser linda, é óptima actriz. Ainda que nem sempre tenha papéis marcantes, ela é muito mais versátil do que a maioria os seus colegas.
Adoro vê-la em papéis cómicos e acho que também é muito boa em guiões mais pesados, como Chameli.

W disse...

Valeu Ibirá por trazer informações sobre essa grande atriz!

Quem conhece o trabalho dela - o rapaz acima que comentou(sendonblanco) não deve conhecer - sabe o quanto ela é versátil e pode mostrar-se diferente nos papéis.

Em Chameli ela faz uma personagem obscura, interiorizada, que disfarça sua personalidade sobre a "vulgaridade" de uma prostituta, mas vai se revelando ao final.

Já em Jab We Met uma moça alegre, de bem com a vida, positiva e vibrante, que ajuda o empresário Amitya (Shahid Kapoor) a redescobrir a alegria da vida e ele, após, é quem a ajuda, vindo a serem um casal memorável.

Tenho acompanhado o trabalho dela e pena que aqui no Brasil não cheguem as obras indianas; pois mais pessoas poderia conhecer.

De qualquer modo,parabéns à você por divulgar informações sobre essa excelente atriz.

Gde abraço
Weber

Ibirá Machado disse...

Eu também gosto da Kareena. De qualquer maneira, cada qual tem seu gosto, não é mesmo? Às vezes gostamos de um filme odiado por outro, e o mesmo sempre acontece com os atores e atrizes. É assim mesmo!

Já nem falo nada de Sir Amitabh, que vocês sabem minha opinião a seu respeito, que, por exemplo, aparentemente não é a mesma de meu ídolo Aamir Khan. Ou ele é profundamente diplomático, o que também não duvido... rs

Profª Sandra Bose disse...

Conhecida aqui na India como a puta siliconada de Bollywood.

Profª Sandra Bose disse...

Quem esta anorexica eh Preity Zinta.

Luiz लुईज़ disse...

Hahahahahahahahahahahahahahahaha :D


Bom, eu prefiro a Bipasha :)

Gosto dela, mas ainda não achei nada nas atuações dela que me impressionasse. Enfim, ainda falta ver mais filmes dela pra formar uma boa opinião, mas em Tashan achei que ela foi o ponto fraco do filme.

Ibirá Machado disse...

A verdade é que eu também não tenho uma opinião muito bem formada dela, nem da Bipasha, nem de várias e vários ainda que vi pouca coisa... a única que eu afirmo gostar é da Aishwarya! :D

W disse...

ô Sandra...

Pra que ofender a Kareena assim?

Você não precisa disso para divulgar seu blog.

Você já posta coisas "chocantes" o suficiente lá; não precisa ofender alguém que nem sequer terá o direito á resposta.

Ela é uma pessoa pública, chato você fazer isso.

Você gostaria que alguém divulgasse como "você é conhecida"? Mas falo no sentido pejorativo, como você fez.

Sou fã da Kareena e fiquei triste com sua ofensa, visto que admiro seu trabalho no Indiagestão.

Acho que você não precisava agir assim.

Abs
Weber

Rodolfo disse...

credo! uma Profª não sabe fazer melhor?

Anônimo disse...

Tb não acho muito legal esses comentáios ofensivos, li na revista Veja que ela está magérrima fazendo dietas e tratamentos, ñ sei ñ..acho o corpo dela lindo sem excesso de magreza nem de "fofura"...perfeita !