sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Dia da Consciência Negra e o racismo na Índia

-

Hoje é o Dia da Consciência Negra no Brasil, feriado em São Paulo e alguns outros municípios do país. Nesta data lembramos a morte de Zumbi dos Palmares, símbolo da resistência negra contra a escravidão, que perdurou longamente até 1888 no Brasil. Ainda assim, estamos longe de ver nossa pátria longe do racismo e cada um de nós sabemos bem que esse mal ainda permeia cada canto de nossa sociedade.

Mas talvez como consolo, por mais cruel que isso possa ser, o preconceito racial não é exclusivo a nós e existe em cada país desse planeta, em maior ou menor grau. A Índia não escapa e, ao contrário, expõe assumidamente certas características culturais que, a nós, parece-nos absurdas.

Em janeiro deste ano eu havia postado a série de comerciais do Pond's White Beauty, um produto da Unilever India utilizado para o clareamento da pele. O comercial é estrelado por Saif Ali Khan e Priyanka Chopra, mega astros do cinema indiano, o que deixa muito claro o quanto o preconceito com a pele mais escura está intrincado por lá. Outros astros, como Shahrukh Khan, também já apareceram em comerciais recentes de clareamento de pele. Propagandas assim jamais seriam feitas em tempos atuais no Brasil.

Então, aproveitando a data, coloco aqui pra vocês uma reportagem que saiu na CNN e fala de como os produtos para clareamento de pele na Índia está sendo disseminado inclusive por entre os homens. A reportagem está em inglês; eu poderia colocar legendas, mas confesso que estou um pouco sem tempo. Se alguém se dispuser a legendá-la para que todos possam compreender, nós super agradecemos!

No começo ela mostra um pedaço de um comercial em que um rapaz diz ao amigo que ele não tem sorte por causa de seu rosto. O amigo (de pele mais clara) retruca dizendo que não é por causa do rosto, mas sim por causa da cor da pele dele. No final do comercial o amigo de pele clara sobe numa moto com uma mulher, mostrando que ele pode ser feliz e sortudo se clarear a pele. Em seguida, a reportagem diz que a venda de produtos de clareamento entre os homens subiu mais de 100% no país e que os homens por lá não têm mais vergonha de investir na própria beleza. No final, uma parlamentar indiana diz que isso tudo é sim preconceituoso e reprovável.

Confiram:



32 comentários:

Rachelet disse...

E não é só a questão da tez. Há ainda a questão da redondez dos olhos entre os povos asiáticos, particularmente, os japoneses, que consomem tanta cultura e modelos do Ocidente. A esse título, ver aqui.

Ibirá Machado disse...

É verdade. Além do arredondamento dos olhos e do clareamento da pele, também alteram a maçã do rosto, o nariz, a testa, além de cortarem um pedaço inferior da língua pra poderem pronunciar o "r" e não falarem, por exemplo, Ibilá...

barbie-o disse...

Por isso é que eles lá gostam tanto do Michael Jackson, muahahahahah!
Mas o creme é mesmo bom, além da cara dele, até a roupa ficou mais clara :P

Os japoneses e os coreanos vão até aos extremos de operar as pálpebras e colocar implantes metálicos nas pernas para aumentar a altura. Nojo...

Ibirá Machado disse...

*MEDO*

vivian disse...

É lamentavel que eles pensem assim de sua cor,Trabalho com a avon e o carro chefe dela na Índia é creme clareador.
A obra de Deus tão perfeita e nos humanos nos julgando, até quando isto vai ser assim?
Uma pena mesmo...
Namastê

Ibirá Machado disse...

Até quando, Vivian?... essa pergunta eu não posso e nem pretendo responder, mas sei que jamais fomos melhores.

Lívia disse...

Muito legal seu post sobre racismo na India, o que acho mais legal é que a Aishwarya Rai recusou um belo cache e não fez o comercial que a Loreal queria que fizesse de um creme de clareamento de pele exatamente por saber desses problemas sociais que afligem a India e outros paises da Asia, como vc deve saber eles contrataram a Sonan Kapoor pra ser a estrela desse creme.

Ibirá Machado disse...

É verdade, Lívia, eu tinha esquecido totalmente desse caso! E é por essas e outras coisas que admiro a Aish :)

Carol disse...

Gente,eu sou negra e tudo,mas juro que Dia da Consciência Negra é só feriado na minha vida .-.'

Já achave esse comercial do Ponds com o Saif e a Priyanka muito ridículo,mas esses dias estava vendi MTV India e passou este outro comercial do mesmo produto: http://www.youtube.com/watch?v=uEsSW7OYNxc

Achei muito mais ridículo,tsc.

Vê se pode,eu sempre acho os artistas indianos mais bonitos quando tem a pele mais escura.Por exemplo,a Konkona Sen Sharma.Sempre via os filmes e ficava encantada com a cor linda dela *-* E quando achava o Shahid da minha vida mais moreno(chamar o Shahid de negro é exagero total hahaha),ele me parecia mais bonito.Não que os mais brancos(chamar um indiano só de "branco" me parece estranho) que eles sejam menos belos,mas exatamente o fato de todos os grandes artistas terem pele clara me fazia gostar do diferencial dos outros.Pena que não pensam assim.

Shahrukh Khan foi um babaca fazendo comercial,fato.

Acho que começo a ficar violenta quando fico com sono o.o

Boa reportagem,o comercial dos dois amigos é PODRE.

Não sabia dessa da Aish,fiquei feliiiiiz!

Ibirá Machado disse...

Eu não conhecia esse comercial que você colocou aí, Carol, obrigado! É realmente ridículo e deprimente.

Olha, pra falar a verdade o feriado de hoje me deixa triste, porque ele comprova a existência do preconceito com os negros, ao mesmo tempo que cria o preconceito inverso. Acha que ser branco e de olhos azuis no Brasil é fácil? Seria se eu quisesse viver dentro da Daslu, mas não é o caso nem de perto. Aliás, Carol, se você soubesse como me irrita ir pro Rio de Janeiro e pensarem imadiatamente que sou gringo!!!! Ao menos aqui em São Paulo estou a salvo! hahaha...

Enfim, nessas horas a gente vê melhor os que têm mais ou menos caráter. Já soube que Aamir Khan também já foi sondado pra esse tipo de comercial e ele obviamente negou.

Carol disse...

Também nunca entendi muito bem esse feriado.Isso me lembra que eu estava vendo o Jornal Nacional há umas semanas e estavam falando sobre a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial(meio falta do que fazer,eu acho).Umas pessoas estavam lá esperando o resultado,aí apareceram uns militantes do movimento negro(não ligo pra nada,acho o movimento negro um porre mesmo)falando que era uma grande conquista para os negros o.o Não era Estatuto da IGUALDADE Racial?Sei lá,só de colocar "igualdade" e "racial" juntos já me soa estranho.

"Aliás, Carol, se você soubesse como me irrita ir pro Rio de Janeiro e pensarem imadiatamente que sou gringo!!!!"

Sei que era sério,mas eu ri(desculpa :x).É que aqui tentam tirar vantagem dos gringos,então sua vida não é exatamente fácil aqui no Rio.Branco de olhos azuis no Rio...ainda tô rindo ._.'Jesus,ô país complicado.

É por essas e outras que o Aamir Khan me faz dizer frases que não são comuns a mim,como a sempre dita "Eu pegaria o Aamir Khan fácil".Orgulho dele,orgulho.

Fico estranha com sono,anote.

Ibirá Machado disse...

Já está anotado, não vou esquecer!

Nunca fui a Salvador e me disseram que lá é semelhante esse assédio. Mas no interior do sertão (conheço o interior do Piauí, Pernambuco e Ceará), jamais pensaram que eu não fosse brasileiro, até porque há por todos os cantos pessoas que lá são chamadas de galegas, que são brancos, loiros, de olhos azuis, misturados há séculos por entre negros, pardos e índios. Mas no Rio, ó céus!

Mas sabe, o Brasil pode ser complicado, mas a miscigenação nos salva. Pode não parecer, mas tenho um tataravô negro ex-escravo e outro índio. Graças a tudo isso somos mega tolerantes se comparados a outros povos. Afinal de contas, devo "afiliar-me" a alguma luta étnica? Se sou mistura de italiano com português, com espanhol, com negro-sabe-lá-de-que-país-africano, com índio-sabe-lá-de-que-etnia... eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor. E não desisto nunca!

Huhu, *momento ufanista*

Pedro disse...

uhuuuuuuuuuuuu mais um motivo para eu amar a Aishwarya Rai!

Ibirá Machado disse...

Né? :D

vivian disse...

Olá Ibirá!
Eu vivo em Salvador-BA à 17 anos e continuo sendo chamada de gringa, principalmente em lugares frequentado pelos turistas aqui,sou estremamente branca e olhos esverdeados e não queimo no sol de jeito nehum apenas fico vermelha feito pimentão.
Tem hora que fico com raiva, mais deixo pra lá...
A mentalidade humana é muito complicada de se entender...
Namastê

Profª Sandra disse...

Assunto exaustivamente tratado ja ha 4 anos e meio no Indiagestao e se nao me engano ja a terceira vez aqui no Cinema Indiano. Continuemos juntos a denunciar a quantidade brutal de discriminacao por cor da pele que ocorre aqui na India!!!!!
Conte sempre com todo meu apoio sobre este tema.

Profª Sandra disse...

Acabo de comprar 3 cremes clareadores.
Farei testes experimentais em mim mesma e em breve colocarei os resultados no Indiagestao :)
Que Deus proteja minha pele!!!!!

Ibirá Machado disse...

Oi Vivian, obrigado por completar sobre Salvador! Eu tenho duas amigas cariocas ultrabranquelas como nós e, pior que você que se mudou a Salvador, elas nasceram no Rio de Janeiro e sofrem esse assédio na própria terra. É difícil!

O melhor mesmo é deixar pra lá :)

Ibirá Machado disse...

Sandra, fiquei curioso!

Iseedeadpeople disse...

Ibirá, até eu que não sou tão branca assim, sou confundida com gringa em SSA. Mas isso de longe não se compara ao preconceito contra negros. Desculpa, mas acho até ingenudade sua vc reclamar de preconceito... aqui neste país, o homem branco de classe média pode tudo!!!!

Iseedeadpeople disse...

Já soube que Aamir Khan também já foi sondado pra esse tipo de comercial e ele obviamente negou



***** AAAAAAHHHH POR ISSO QUE AMO ESTE HOMEM!!!!!

Ibirá Machado disse...

Mas Sheila, eu não reclamei, não! Eu apenas coloquei um fato, mas não reclamei. Se reclamei de alguma coisa foi das políticas de consolidação da suposta "raça", que na prática não existe. Quem tem raça são os cães, os gatos, enfim, mas nós biologicamente não temos raça.

Eu fico triste porque o que se deveria fazer é criar um processo de conscientização da espécie humana, e não da aceitação das diferentes cores. Existem injustiças e elas devem ser eliminadas. Mas se algum feriado tinha que ser criado, esse feriado seria o do Ser Humano, e nesse dia pessoas de todos os tipos, credos, nacionalidades e orientações sexuais se uniriam e celebrariam a nossa existência.

Mas se temos um feriado da consciência negra e um dia o racismo desaparecer 100%, o que se fará com esse dia? Será que sou utópico demais de esperar que um dia isso ocorra? Sinceramente espero que não; e daí minha pergunta permanece a mesma: o que se fará de um feriado da consciência negra quando o preconceito já não mais existir entre nós?

kiichi disse...

o preconceito e a hipocrisia que tanto assusta.

Potira disse...

É mesmo lamentável...

Carol disse...

Ibirá em momento ufanista parece eu quando tinha 13/14 anos.Eu ia mudar o mundo,era tão fofinha!Ia até montar um grupo pra salvar o meio-ambiente.Nossa,eu era muito fofa.Ai,ai.Essa vida destrói a gente.

Carol disse...

*momento de lembranças*

Ibirá Machado disse...

Ih, então partindo deste princípio de fofura, acho que eu persisto sendo um fofo (e modesto) :$

Tainá disse...

Ai Ibirá, você é um fofo mas não é modesto não!

Ibirá Machado disse...

Ah, irmã nem vale comentar sobre isso! ;)

Anônimo disse...

Olha, na realidade acho que isso vai de referencia! por exemplo, aqui no brasil a pele escura é questionada, mas também a branca é, não é muito aceitavel ser muito escuro e muito claro... a cor ideal é a bronzeada e isso é alardado aos quatro quantos, existe uma grande industria que lucra com o desejo das pessoas serem bronzeadas... clareador é inaceitavel agora bronzeador pode?! qual é o critério?!

Ibirá Machado disse...

Anônimo, a necessidade de se bronzear, pra mim, é tão cruel quanto qualquer outra coisa relacionada a cor de pele. E não digo isso por eu ser muito branco e nem sequer posso sonhar em me bronzear; digo isso porque realmente está em meus princípios que somos o que somos porque assim somos, e que buscar algo que não pertence à nossa natureza é degradante e socialmente doente. E nesse sentido não há sociedade mais sadia que outra, infelizmente.

Anônimo disse...

desculpem meu comentário néscio mas quanto mais conheço os humanos mais cresce minha vontade de viver isolado,e eu que pensava que não havia racismo na India...