quinta-feira, 29 de abril de 2010

Anupam Kher - अनुपम खेर

-

Eu confesso que falar sobre grandes nomes do cinema indiano não é muito simples. E Anupam Kher é, pra mim, um imenso nome.

Embora tenha nascido lá no dia 7 de março de 1955, sua carreira no cinema começou somente em 1982, quando ele já tinha seus quase trinta anos de idade. Nasceu e cresceu na simpática Shimla, no estado de Himachal Pradesh, proveniente de uma família de raízes brâmanes da Caxemira. Ao concluir o colegial, foi pra Nova Delhi estudar na National School of Acting, o mais importante instituto público de atuação da Índia.

No início dos anos 80, então, ele iniciou as gravações de seu primeiro filme, Aagman, que estreou em 1982. Dois anos depois ele já protagonizava um personagem complexo no filme Saaransh, que lhe garantiu um prêmio de melhor ator pelo Filmfare Awards, o que é muito raro ocorrer pra um ator tão estreante como ele. No mesmo ano ele também apareceu no filme Utsav, um semi-clássico, mas que por ser até então praticamente desconhecido, ficou com um papel bem coadjuvante.

Na segunda metade da década foi que ele consolidou sua capacidade de ator, realizando um vilão no filme Karma, em 1986, e depois mais todos os tipos de personagens nos anos seguintes, coroando-se com seu papel no filme Daddy (1991), pelo qual levou o prêmio de melhor ator pelo National Film Award e pelo Filmfare Awards pela crítica. Até hoje há quem diga que sua atuação nesse filme foi uma das melhores da sua carreira.

E quando chegou a década de 90 Anupam Kher já era quem é e passou a ser efetivamente disputado pras grandes produções, mas nem sempre como protagonista. Um exemplo foram os inúmeros filmes em que ele apareceu ao lado de Shahrukh Khan, por exemplo. Foi em Darr (1993), Dilwale Dulhaniya Le Jayenge (1995), Chaahat (1996), Kuch Kuch Hota Hai (1998), Mohabbatein (2000) e Veer-Zaara (2004). Nesse período ele também acabou sendo muito chamado pra papéis cômicos, pelos quais ele levou vários Filmfare Awards de melhor comediante, como em Ram Lakhan (1989), Lamhe (1991), Khel (1991), Darr (1993) e Dilwale Dulhania Le Jayenge (1995).

No ano de 2003 Anupam aventurou-se na direção com o filme Om Jai Jagadish, que também foi produzido por ele. Dois anos depois, com Maine Gandhi Ko Nahin Mara, ele levou o prêmio do júri de melhor ator pelo National Film Award e, embora não tenha levado nenhum outro prêmio por esta atuação, também há quem defenda que esta seja um de seus melhores papéis até hoje.

Anupam é também um dos atores de Bollywood com maior número de participações em filmes estrangeiros. O primeiro deles foi Bend It Like Beckham (2002), seguido por Banana Brothers (2003), Bride and Prejudice (2004) e The Mistress of Spices (2005), todos em inglês. Depois, em 2007 ele apareceu em Lust, Caution, do chinês Ang Lee. No ano seguinte fez mais um filme em inglês, chamado The Other End of the Line.

Nesse meio tempo, Anupam apareceu em outros filmes de grande sucesso e/ou de boa recepção da crítica, o que não necessariamente significou sucesso de público. Foram eles Kaho Naa... Pyaar Hai (2000), Paheli (2005), Rang De Basanti (2006), Khosla Ka Ghosla (2006), Jaan-E-Mann (2006), Vivah (2006), Laaga Chunari Mein Daag (2007), Dil Bole Hadippa! (2009), Wake Up Sid (2009). E agora pra 2010, Está previsto para Anupam aparecer em nada mais que dez filmes, repetindo o número de 2009. É uma das maiores médias entre os atores de Bollywood.

Anupam também esteve e está muito presente em programas de televisão. Ele apresentou, por exemplo, o predecessor do Kaun Benega Crorepati (o Jogo do Milhão indiano), chamado Sawaal Dus Crore Ka. Antes, apresentou também o programa Say Na Something To Anupam Uncle. Ele também estava apresentando o programa para a campanha do Lead India, levada adiante pelo jornal Times of India.

Ele também foi o presidente do Indian Film Censor Board, que na prática realiza as polêmicas censuras nos filmes produzidos na Índia. Hoje ele foi substituído pela Sharmila Tagore. Também de 2001 a 2004, Anupam foi diretor da National School of Drama, onde se formou em 1978.

E por fim, no ano de 2007, Anupam fundou uma produtora, chamada Karol Bagh Productions, dirigida hoje por ele e por sua esposa, a atriz Kirron Kher, com quem se casou em 1985, após divorciar-se de sua primeira esposa, Madhumalati.
-

18 comentários:

Vinicius disse...

Nossa ele realmente está em muitos filmes rsrs até nos não Indianos ele está e desses ai que ele fez fora de Bolly eu assisti 3 Bride and Prejudice, The Other End of the Line e depois mais pra frente assisti The Mistress of Spices.

Fora esses americanos já vi vários outros indianos com ele hehe e adorei todos :-) ele é realmente um grande ator! Gosto muito dele! E gosto muito mais da Mulher dele rsrs

Ela já fez o papel de mãe de quase todas as estrelas de Bolly e ele o de Paide quase todas as estrelas rsrs

Ibirá Machado disse...

Pois é! Ele também é sempre pai, tanto quanto a Kirron é mãe... :)

bollywooddeewana disse...

I love him too, he's such a talented comic actor he also played one of the first gay roles in bollywood. His character as Pinku in Mast Kalandar (1991) was so funny and real, it reminds me of some gay guys i know. I have added a clip from the movie below, unfortunately it has no subtitles but just study his behaviour, he's so funny

http://www.youtube.com/watch?v=cpzY9av68m0

Pri disse...

Adoro o Anupam Babu!!!!

Ele e a mamis Kirron arrasam!!!

\o/

vivian disse...

Adoro Anupam e a Kirron eles são maravilhosos.
E não esquecendo que vcs me deram o orgulho de ser ela na comu. rsrsrs
Beijos
Namastê

Isa disse...

Ele é o tipo de ator que você provavelmente já viu em muitos, eu digo muitos filmes, mas não como o protagonista. E eu juro, fiquei até surpresa com alguns filmes que eu vi que ele está, porque não me lembro dele de jeito nenhum!

Aliás, a esposa dele (que eu não sabia que era a Kirron) também é esse tipo de atriz, rs. Mas eu sempre lembro do rosto dela porque me marcou em Devdas (ela só gritava, não tinha como não marcar).

Eles são realmente atores pais. :P

Maryssol disse...

ahhhhhhhhhhhhh, gosto tanto de Anupam. Quase todos os filmes que ele faz, eu gosto da sua personagem.

Parti de rir com o papel de avarento que ele fez em DIL e tb gostei da pesonagem em DDLJ.

Resumindo, eu adoro ele. ehehehe finalmente uma postagem sobre ele.

Valeu Ibirá!!!!

Ibirá Machado disse...

Bollywooddeewana, thank you so much for sharing it with us! I didn't really know about it, he's so good and so hilarious in this character as a gay!!!

Vivian, você mais do que merece ser nossa mãe Kher!

Isa, pois eu também fiquei surpreso, porque realmente não lembro dele em muitos dos filmes. E de fato, a Kirron também ficou marcada pra mim em Devdas, não tem jeito. Muito drama, muito vermelho.

Maryssol, antes tarde do que nunca, não? Não precisa agradecer! :)

Pedro disse...

Eu lembro dele em muitos filmes O_O
Eu falo a Kirron sempre será minha Sumitra dançando Morey Piya(e infelizmente ela não dança no laguinho=/)com aquele sari VERMELHO e preto.=D

Ibirá Machado disse...

Mas você é caso à parte, Pedro, não conta ;)

Guacira disse...

AAAAA, mal eu saio e já tem um monte de posts....


Adoro os que são atores..não os que apenas dança e dublam...

Bollywood avante avante!!!!!

Iseedeadpeople disse...

Eu sou casada com Anupam !!!!

*Ok, essa foi muito sem graça , hahaha*

Ibirá Machado disse...

Mas acha que eu super não lembrei de vocês ao escrever esse post? ;)

Lívia Bernardes disse...

Ele deve morar em um quarto nos fundos de um stúdio hahahaahahah ,só pode para fazer tantos filmes, deve trabalhar os 3 turnos. Isso é que amar sua profissão!!!!
O mais interessante é que ele tem o rosto de gente comum ou como dizem os ingleses do vizinho ao lado, então é o tipo de ator que consegue papel fácil pois se encaixa em qualquer produção.

Ibirá Machado disse...

Hahaha, eu também pensei que ele deve morar num estúdio, pra aguentar o pique!

Carol disse...

O Anupam é um ator muito querido pra mim.A sensação que tenho ao perceber que ele está num filme é de segurança, ele é como um porto seguro pra mim.Pode vir o que vier no filme, saber que Anupam está ali me faz pensar "Ufa, Anupam".Meio paizão mesmo.

Acho que vi 11 filmes com o Anupam, e dois que me marcaram muito foram Vivah e Wake Up Sid.Vivah foi por ele conseguir me passar a imagem de um pai e avô maravilhoso, alguém que eu gostaria de ter em minha família.Wake Up Sid foi por ver esse mesmo pai maravilhoso sofrendo por não ter conseguido educar melhor o filho e tendo plena consciência disto.Eu não ter tido pai me faz me identificar muito com esses papéis de bons pais, me lembram um pouco meu avô.

Jaan-E-Mann foi o último dele que vi.Tinha Salman Khan e o Anupam era um anão.Sim, um anão.

Gente, não lembro deste ser em Veer-Zaara...sério!Aliás, vocês falaram disso e vou ter de ouvir Aaya Tere Dar Par para chorar, com licença.

Ibirá Machado disse...

:)

Demorou, mas chegou!

Obrigado pelo comentário, Carol :)

Sara disse...

Espero um dia ter a oportunidade de conhecer esses personagens, pessoalmente, eu acho que temos que ter em conta que para sempre, por isso é importante, para fazer tratados onde um deles é, talvez, vir a restaurantes de Itaim Bibi