sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Curiosidades - As diferentes línguas e alfabetos da Índia

Namaste!

Para os leitores atentos e curiosos, talvez essa postagem não traga nada de novo. Mesmo assim, é sempre interessante falarmos sobre as características da Índia, que tanto desconhecemos.

Nas postagens sobre os cinemas regionais indianos, eu sempre procurei ressaltar que cada indústria de cinema assim se define de acordo com sua língua. Falamos do cinema bengalês, do cinema telugu, kannada, malayalam, tamil, marathi, punjabi, hindi... não existe um "cinema indiano" de fato, mas diferentes indústrias regionais em cada estado, de acordo com sua língua. Porém, muitos de vocês talvez não saibam, mas essas diferentes línguas não são dialetos, como costumam pensar - elas são mesmo diferentes tanto quanto são diferentes as línguas dentro da Europa.

Mas na Índia as diferenças são ainda maiores já que existe, ainda por cima, diferenças nos alfabetos de cada língua. Poucas são as regiões que utilizam o mesmo alfabeto, a despeito de suas diferenças linguísticas. Sempre que consegui, nos títulos das postagens sobre os cinemas regionais eu sempre escrevia também no alfabeto local.

Para vocês verem as diferenças, abaixo escrevo a palavra cinema nos diferentes alfabetos indianos.


Hindi: सिनेमा
Marathi:
सिनेमा
Punjabi:
ਸਿਨੇਮਾ
Bengali: চলচ্চিত্র
Urdu: ﺳﻴﻨﻤﺎ
Malayalam:
സിനിമ
Kannada:
ಸಿನೆಮ
Telugu:
సినిమా
Tamil:
சினிமா


As palavras são exatamente as mesmas, ou seja, transliterando, está escrito "sinema", para que o som saia como "cinema". Das 9 línguas que coloquei aqui, apenas o hindi e o marathi têm o mesmo alfabeto, que é chamado devanagari. As outras todas têm seus próprios alfabetos. Reparem, porém, que as quatro primeiras línguas têm um padrão de escrita semelhante, mais quadradas e com um traço em cima, enquanto que as quatro últimas têm outro padrão, mais arredondadas. Isso se deve porque as quatro primeiro línguas são do norte, da Índia do tronco linguístico originário do sânscrito, enquanto que as quatro últimas são do sul, de outro tronco linguístico, chamado dravidiano.

A quinta língua que aparece na lista, chamada urdu, é, na verdade, um dialeto do hindi, com pouquíssimas diferenças. A maior e fundamental diferença, no entanto, está no alfabeto. Enquanto o hindi utiliza o devanagari, o alfabeto urdu é uma variação do alfabeto árabe. Embora falado em várias partes da Índia, o urdu só é mesmo predominante no país vizinho Paquistão, de maioria muçulmana. Alguns teóricos afirmam que , considerando o hindi e o urdu juntos numa mesma língua, que chamaria hindustani, então essa língua seria a segunda mais falada do mundo.

Aproveite e veja também o mapa que mostra a localização das diferentes indústrias de cinema da índia, em seus respectivos estados e línguas de origem, clicando aqui.

7 comentários:

Lígia disse...

nossa..
demais isso!
onde vc achou os alfabetos? hehehe
essa questão linguistica lá é mto complicada... e eles mesmo assim são uma unidade...

Ibirá Machado disse...

Lígia, costumam dizer que Google é Deus e, partindo de tal premissa, fazendo-se a pergunta correta, da maneira correta, Deus Google sempre te dará a resposta!

Carlos disse...

Gente, sensacional esses alfabetos, e olha que no meu pc nem deu pra ver todos. Mas mesmo assim, muito legal! Não imagino essa diferenciação pq no Brasil é portugues e já era né!
Legal isso por lá, acho bacana por um lado...

Anônimo disse...

Ibirá , como é que esse pessoal consegue se entender? Como é que um indiano do sul fala com um indiano do norte?
Mas mudando de assunto para outro que tem a ver com esse de línguas. Voce viu a confusão que deu por causa de uma declaração da Jaya Baccham (atriz e mulher do Amithab Baccham)que eles eram de Uthar Pradesh e que portanto deveriam falar em hindi nos filmes e não em marahathi. Menino, isso deu o que falar...Os marahastrianos exigiram que ela se retratasse oficialmente. enfim uma quizumba!Abç. Verônica.

Ibirá Machado disse...

Verônica, os indianos do sul e do norte, quando vencem o preconceito entre eles, se comunicam basicamente em inglês, embora o hindi seja relativamente utilizado como "língua franca" do subcontinente. Mas como isso foi uma coisa imposta pelo governo, que é sediado em Nova Delhi, no norte, grande parte do sul se recusa a falar o hindi e fala o inglês na hora de se comunicar com os do norte. Mas é besteira, já que o inglês, de qualquer maneira, é a língua do colonizador.

Em relação ao alfabeto, como as crianças aprendem o sânscrito nas escolas, acabam aprendendo inevitavelmente o Devanagari, sistema de escrita do sânscrito e que é hoje utilizado para o hindi. Mesmo que seja em alguma região do sul da Índia, eles aprendem o alfabeto utilizado pelo hindi, além de aprender o deles próprios. Os indianos do norte NÃO SABEM ler os alfabetos do sul.

drica disse...

Que barato! Adorei a informação!

Ibirá Machado disse...

Que bom! hehe...