quarta-feira, 2 de junho de 2010

Endhiran, orçamento recorde e Aishwarya Rai no Brasil

-

Pra quem ainda não sabe do que estou falando, não espere que eu diga "fãs de todo o Brasil, preparem-se, Aishwarya Rai está a caminho!". Não, não será dessa vez, porque a vez já foi, pela segunda vez (tendo sido a primeira para as gravações de Dhoom 2, em 2005). Sem que fôssemos avisados, Aishwarya JÁ esteve no Brasil, em janeiro, pra gravar parte de um clipe para o filme tamil Endhiran, que será o mais caro da história da Índia até o momento.

E já que estamos aqui, deixe-me falar primeiro desse filme, que tem estreia prevista pra 5 de novembro de 2010. Dirigido por S.Shankar, um famoso diretor e produtor do Tamil Nadu (com incursões também em Bollywood), o filme conta muito resumidamente a história de um cientista que tem como sonho criar um robô com inteligência idêntica à humana. 

Mas o mais importante é que este fillme fechou sua produção com o maior orçamento para um filme na história da Índia (algo em torno de 70 milhões de reais). Não só bastasse isso, quase 10% desse orçamento foi o pagamento acertado com Aishwarya Rai para ser a protagonista do filme, ou seja, cerca de 6 milhões de reais, sendo o maior salário já pago a uma atriz na Índia, consolidando a Aish como a atriz mais bem paga do país. A.R. Rahman também é o compositor da trilha do filme e também estará recebendo por isso seu maior pagamento até o momento. 

Pra completar, algumas cenas de song-and-dance desse filme foram filmadas em vários cantos do mundo, o que, dessa vez, incluiu o Brasil. Não era de se admirar, portanto, que por fim deixassem de cogitar atores como Shahrukh Khan, Aamir Khan ou Amitabh Bachchan para protagonizarem ao lado de Aishwarya, pois talvez o orçamento não desse conta do recado. Ao lado de Aish, o filme contará com o não menos famoso Rajinikanth (embora com menor projeção internacional) e Danny Denzongpa.

E então, e foi isso que ocorreu, em janeiro desse ano, a equipe de Endhiran esteve aqui no Brasil, lá nos Lençóis Maranhenses (nas duas primeiras fotos), pra filmarem parte da cena de uma das músicas, que também incluiu gravações em Machu Picchu, no Peru (nesta terceira foto), nos Estados Unidos, no Vietnã e em Goa. Parece que a parte no Brasil foi mais rápida e bem menos trabalhosa que a do Peru, contando com menos figurantes e menos figurino. 

Não descobri quanto tempo levaram as gravações por aqui, mas é triste saber que isso ocorreu sem que soubéssemos nem um piu disso. Tá certo que foi distante dos principais centros de mídia brasileiros, mas tendo isso ocorrido pouco após o fim de Caminho das Índias, é um pouco estranho nada ter saído em mídia alguma. Mas que mais cenas do tipo sejam feitas por aqui, e que das próximas vezes elas possam chegar, a tempo, em nossos ouvidos.

Está dada a dica aos produtores indianos e à mídia brasileira, embora isso aqui tenha mais tom de protesto, mesmo.
-

21 comentários:

Pedro disse...

embora eu esteja menos chocado agora ela tá parecendo uma perua nas fotos desse filme mas enfim infelizmente foi um chance perdida :(

Carol disse...

Eu fiquei muito revoltada por uns minutos quando li isso, depois passou.É a vida, tadinha.Depois ela volta e a gente deixa umas câmeras instaladas por aí.

Sinto que esse filme será ruim.

Sonho em conhecer Machu Picchu.

Ibirá Machado disse...

Pedro, não importa a atriz, mas nesses filmes com song-and-dances que se passam no mundo todo ao mesmo tempo elas estão sempre muito peruas e é tudo muito brega.

Carol, sinto as mesmas coisas, tanto em relação a ser ruim quanto em visitar Machu Picchu.

Lívia Bernardes disse...

Que máximo a Aish filmou no Brasil de novo, essa parte eu não sabia, quando ela esteve no Peru foi bem divulgado na midia local de lá é uma pena os jornalistas daqui acharem que só existem bons atores da europa até os Estados Unidos, não é de se estranhar vivemos na américa latina e mal sabemos o que nossos vizinhos produzem culturamente, somos latinos e não nos consideramos como tal só por ter colonização portuguesa.

Ibirá Machado disse...

Pois é, eu também lembro de ter sido comentado quando ela esteve no Peru... e foi depois disso que ela veio ao Brasil, e aqui não se falou absolutamente nada.

Quanto ao não nos considerarmos latinos, acho isso meio relativo. Acho que tem muito a ver com a imagem que os EUA criaram de que os latinos são os que falam espanhol. Ter colonização portuguesa é justamente o que nos faz sermos latinos, tanto quanto os de língua hispânica. A questão é também por conta de nossa produção cultural ser fundamentalmente centrada em nós mesmos, ao contrário do restante dos países latinoamericanos, que têm um intercâmbio mais intenso.

Cafe Masala disse...

oieeeeeeeeee Ibiraaaaaaaaaaaa... tem um presentinho pra vc lah no meu blog... passa lah... bjus
Jacque - Cafemasala.blogspot.com

Anônimo disse...

Genteeeeeem, contem-me, o que vcs fariam se tivessem sabido da vinda da moçoila à tempo??? Vcs iriam aos Lençois Maranhenses ou fariam plantão no aeroporto??? Ah, mas mesmo que o filme seja uma porcaria, eu vou assistir no cinema! eeeeeeeee!
Ah, ja ia esquecendo, adoooooooooro peruas indianas! huahuahua

barbie-o disse...

Junto a minha voz ao vosso protesto, embora esteja do outro lado do Atlântico ;)

Ibirá Machado disse...

Jacque, SUPER OBRIGADO pelo selo, de coração! :D

Anônimo/a, eu não sei se iria até o Maranhão, mas certamente mobilizaria a nação corinthiana e flamenguista juntas pra trazê-la ao menos por um dia aqui em SP e/ou no Rio. Foi-se o tempo do "oi? quem são esses?".

Barbie, eu sabia que podia contar contigo na manifestação ;)

Anônimo disse...

Putz, mas se vc mobilizar tanta gente, aí sim que eles não voltam mais! huahuahua

Ibirá Machado disse...

Não, não, é justamente por isso que eles estão toda hora na Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos!

Luísa Borges disse...

Ninguém certamente ficou mais triste do que eu quando soube que a Aish esteve no Brasil :(

Cada vez mais repúdio a TV brasileira :(

Quanto ao filme,tbm sinto que vai ser ruim.

E as únicas coisas que talvez salvem o filme são a Aish e as paisagens de todas as partes do mundo,incluindo o Brasil.

Não sei,talvez o filme seja bom,talvez.

Ibirá Machado disse...

Sempre há quem vá achar o filme bom. Eu digo, por experiência, que a Índia não sabe fazer filme de ficção científica. Ou eu é que ainda não aprendi a gostar. Vamos ver esse e diremos!

Maryssol disse...

Junto a minha voz ao vosso protesto, embora esteja do outro lado do Atlântico [2]

Sandra Bose disse...

Amor preciso saber URGENTE:
1. O que significa a palavra Endhiran.
2. O filme sera em lingua Tamil ou hindi?

Ibirá Machado disse...

Lá vai, Sandroca:
1. Significa "robô", em tamil;
2. Será em tamil!

Vinycius Muniz disse...

Acessem @vinyciusmuniz e vejam histórias dos bastidores das gravações do filme Endhiran no set location no Brazil. Só um detalhe: a passagem da equipe indiana por aqui foi em setembro de 2008, há quase 2 anos. Meu nome é Vinycius Muniz e fui assistente de produção das filmagens no Brazil. Divirtam-se com as fotos disponíveis por lá tambem! Abraço!

Ibirá Machado disse...

Vinycius, super obrigado pelo comentário! Mas então fiquei confuso agora, porque as informações que eu li nos sites indianos diziam que as gravações no Brasil haviam ocorrido após as gravações no Peru, em janeiro deste ano!

Mas não vou duvidar de você, que esteve presente! Obrigado mais uma vez, vou lá conferir seus arquivos!

Abração

drika disse...

Eu fiz os dois filmes com ela! Sou bailarina, fiz o Doom 2 e o Endhiran no Machu Picchu!Foi maravilhoso gravar ao lado da Aishwarya Rai! Estou anciosa para ver o filme!
www.twitter.com/drikadior

Só Passistas disse...

Ola galera...
assim com a Drika, tbm sou bailarino e participei do Endhiran em Machu Picchu, foi uma das minhas maiores realizações.
Estivemos em gravação em novembro de 2008 e só agora esta sendo lançado.
se souberem de alguem que venda o DVD por favor comuniquem.
obrigado

Anônimo disse...

meu filho Igor de 6anos adorou o filme muito bom mesmo!!! Erick RC