quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Aamir Khan - आमिर ख़ान - عامر خان

-

Se tem alguém que eu venero em Bollywood esse alguém é Aamir Khan. Eu sou muito suspeito pra falar dele, afinal criei este blog por causa de um filme escrito, dirigido, produzido e estrelado por ele - Taare Zameen Par (Como Estrelas na Terra).

Mas vamos logo ao que interessa nesta postagem que é apresentar a vocês esta pessoa.
Aamir Hussain Khan nasceu em Mumbai, no Holy Family Hospital de Bandra, no dia 14 de março de 1965. Como o nome já indica, é de família muçulmana. Seu pai, Tahir Hussain, é até hoje um produtor de filmes e seu falecido tio, Nasir Hussain, além de produtor, era também diretor.


Aamir nasceu já no ambiente propício para fazer dele quem ele é. Filho de peixe, peixe é, diriam. Mas além do ambiente propício na área do cinema, e além de sua família já ser rica desde quase sempre, há também uma ligação direta da família de Aamir Khan com a política. Ele é descendente de Maulana Abdul Kalam Azad, que foi um dos mais importantes líderes do movimento de independência da Índia e que apoiava a unidade da Índia, contra a separação de Paquistão. Na Índia independete, Azad tornou-se o primeiro Ministro da Educação do governo indiano. Além disso, Aamir Khan também é da família do terceiro presidente da Índia, Dr. Zakir Hussain, que exerceu o cargo de 1967 a 1969, quando morreu. Aamir era, também, primo de segundo grau de Najma Heptullah, uma parlamentar indiana pelo estado do Rajastão.


Em 1988 ele casou-se com Reena Dutta, com quem teve dois filhos, o menino Junaid e a menina Ira. O casamento com Reena não foi aprovado por sua família, já que ela não é muçulmana, e ficou em segredo por anos. Mesmo após revelado à família e à mídia, eles mantiveram-se fora dos flashes e das câmeras. Após catorze anos de casados, em 2002, eles separaram-se de maneira um tanto conturbada, resultando no pedido de Reena pela custódia dos filhos. Em 2005 ele casou-se com Kiran Rao, com quem está até hoje.

Bom, e então Aamir Khan começou sua vida de ator precocemente num filme feito por seu tio, chamado
Yaadon Ki Baraat (1973), com 8 anos de idade. No ano seguinte fez Madhosh. Mas foi onze anos depois que ele iniciou efetivamente sua carreira de ator, com o fracassado filme Holi (1984), de Ketan Mehta. 

Em 1988, porém, finalmente estrelou um filme que o lançou no mundo do cinema, Qayamat Se Qayamat Tak, de novo dirigido por seu tio e seu primo, Mansoor Khan. Após este filme, veio Dil (1990), o maior sucesso do ano, Dil Hai Ke Manta Nahin (1991), Jo Jeeta Wohi Sikandar (1992), Hum Hain Rahi Pyar Ke (1993) e Rangeela (1995).

Diferentemente dos atores de Bollywood que faziam sucesso, Aamir Khan fazia apenas um ou dois filmes por ano nessa época. Em 1996 ele fez somente um filme,
Raja Hindustani, de Dharmesh Darshan, que foi o maior sucesso do ano. Mas além de ter sido um arrasa quarteirões, este filme deu a ele o seu primeiro prêmio de melhor ator pelo Filmfare Awards. acabou virando o filme de maior arrecadação de toda a década de 90. Após atingir esse pico de sucesso, os outros filmes em que apareceu deram lucros medianos. Veio Ishq (1997), Ghulam (1998), Sarfarosh (1999) e por fim Earth (1999), de Deepa Mehta.


No ano 2000, Aamir estrelou o filme Mela, com seu irmão Faisal Khan. O filme foi sucesso de bilheteria e de crítica. No ano seguinte ele resolve fundar a Aamir Khan Productions, com o único objetivo de ajudar seu amigo Ashutosh Gowariker a fazer o filme Lagaan, que acabou se tornando um dos filmes indianos mais premiados internacionalmente de todos os tempos. Aamir fez o personagem principal do fime, que conta a história de camponeses indianos insatisfeitos com as taxas dos britânicos, no período vitoriano, e que recebem o desafio de vencer numa partida de críquete para terem a taxa cancelada. O sucesso e a qualidade do filme foram tantas, que o governo indiano indicou Lagaan ao Oscar de melhor filme estrangeiro. E Aamir ganhou seu segundo prêmio de melhor ator pelo Filmfare Awards.


No final do mesmo ano foi lançado o filme Dil Chahta Hai, de Farhan Akhtar, que, embora não tenha feito tanto sucesso, acabou revolucionando o cinema indiano por caracterizar a juventude urbana indiana de maneira fiel pela primeira vez. E de repente quatro anos se passaram sem que Aamir Khan aparecesse na telona. O porquê é um tanto incerto, mas consta que ele resolvia problemas pessoais. 

Mas em 2005 ele retornou com o filme de Ketan Mehta, Mangal Pandey, em que fez o papel principal do filme, que conta a história real da primeira guerra de independência da Índia, em 1857. Depois veio o mega sucesso Rang De Basanti (2006), que deu a ele o prêmio de melhor performance pela crítica, no Filmfare Awards. No mesmo ano ele atuou no também sucesso Fanaa.


E finalmente, no ano de 2007, Aamir Khan reuniu suas forças - e seus orçamentos - para escrever, dirigir pela primeira vez, produzir e atuar no filme Taare Zameen Par, sua obra prima, so far. Nem vou falar sobre este filme, para isso, clique aqui e veja as duas postagens que escrevi sobre ele. Taare Zameen Par levou o prêmio de melhor filme no Filmfare Awards e deu a Aamir Khan o prêmio de melhor diretor. E agora a notícia que acabo de descobrir e que me deixou muito feliz: o filme será internacionalmente lançado em DVD no dia 7 de abril deste ano, após a Walt Disney Company comprar seus direitos. Embora eu preferisse que uma empresa indiana mesmo fizesse isso, esse fato é de extrema importância por ser a primeira vez que um estúdio internacional compra os direitos de um filme indiano para lançá-lo internacionalmente, comprovando a profunda qualidade desta obra de Aamir Khan.

No ano de 2008 foi lançado Ghajini, estrelado por Aamir, que na época bateu todos os recordes de bilheteria de Bollywood, graças a uma agressiva estratégia de marketing colocada em prática pelo próprio Aamir.. Mas o que ninguém esperava era o que viria no ano seguinte.


Em 2009, então, Aamir Khan estrelou o filme 3 Idiots que, embora nem sequer tenha sido produzido por ele, Aamir dedicou meses para colocar em prática a sua maior estratégia de marketing até então. E o resultado deu certo: 3 Idiots bateu de novo os recordes de bilheteria e se tornou o maior sucesso de Bollywood até hoje.

Mas a vida não é só confetes para Aamir Khan. Recentemente, seu irmão Faisal Khan provocou um escândalo na mídia ao acusar Aamir de tê-lo forçado a tomar medicamentos. Faisal foi acusado de estar mentalmente instável, mas a família Khan posicionou-se a favor de Faisal publicamente, com apoio também da ex-esposa de Aamir, Reena Dutta.


Mas para finalizarmos bem, numa entrevista neste ano de 2009, ele disse: "Eu não faço coisas diferentes; eu tento fazer de diferentes maneiras. Eu penso que cada pessoa deveria seguir seu sonho e tentar e fazer isso possível de modo prático. (...) Pra mim o processo é o mais importante, mais prazeroso. Eu gostaria de ter toda minha concentração no processo desde o primeiro passo". E ao ser questionado sobre em que modelo ele se baseia, ele disse: "Gandhiji é uma pessoa que me inspira."
-

12 comentários:

barbarella disse...

Sem dúvida, para mim Aamir Khan é a pessoa mais relevante no cinema indiano de hoje.
Os filmes dele são sempre muito progressistas e enviam mensagens de tolerância e cooperação. Adoro!

Luiz लुइज़ disse...

Sempre suspeito bastante dos grandes "fenômenos", tanto que ainda não vejo nada nas atuações de Shah Rukh Khan, mas esse cara sim merece. Tiro meu chapéu pra ele. Pra mim ele sim é o verdadeiro rei de Khan, rsrsrs!

Magnífico ator, e pelo visto ser humano também. Vamos esperar impacientes novas pérolas de Amir.

*Falando em SRK, vc viu Ibirá que saiu uma versão "contemporânea" de Devdas, chamada Dev D ?? To maluco atrás disso mas está bem difícil (legendas principalmente). Estou muito curioso pra ver essa versão pra ver se mudo minha opinião pois acho que fui a única pessoa no mundo que achou Devdas um saco! rsrs

FRIZERO disse...

'Lagaan' foi o primeiro filme indiano que assisti e foi paixão imediata - é divertido, historicamente rico e as danças e canções são de tirar o fôlego.

Obrigado pelo 'post' sobre Aamir Khan. Parabéns pelo blog! Sugiro apenas mudar a cor da letra nos comentários - está preto sobre preto...

Tenho comprado filmes de Bollywood pela Amazon.com. Há como comprá-los aqui mesmo no Brasil?

Ibirá Machado disse...

Barbarella, que bom que compartilhamos dos mesmos sentimentos!

Luiz, idem!!! E eu super concordo com você em relação à supremacia Khan (e as meninas que nos desculpem!). Mas preciso dizer que, além disso, também concordo com você em relação ao filme Devdas... de novo, me desculpem todos que amam de paixão esse filme, mas... e Luiz, você já leu a postagem que fiz sobre o filme Devdas? Se não, procure aí e leia!

Frizero, muito obrigado por seu retorno! Em relação ao preto sobre o preto dos comentários, te juro que tentei e tentei mudar isso, mas não encontro a opção de mudar a cor da letra dos comentários! O jeito, para lê-los, é clicar em escrever comentário que daí você pode ver o dos outros... e sobre onde encontrar os filmes indianos, infelizmente aqui no Brasil não há outra opção, pelo menos não por enquanto...

Ibirá Machado disse...

Frizero! Consegui arrumar!!! Tive que mudar pelo Editor HTML, que nunca pensei que conseguiria dominar!!! Uhuuu! Às vezes descubro um novo lado meu, e dessa vez, além do lado Sherlock, também descobri meu lado nerd! :)

Luiz लुइज़ disse...

Eita Ibirá! Não havia lido seu post sobre Devdas! Que bom, não me sinto mais sozinho no mundo hahaha! Concordo com vc. Acho que o filme tem pontos muito bons (os musicais são sem dúvida uns dos melhores que já vi), mas acho que ele simplesmente é "demais": Demais teatralidade, demais cenários, demais drama, lento demais e especialmente horas demais (eu cortava 1 horinha fácil fácil ali rsrs). Flw!

Profª Sandra Bose disse...

Pai do ceu, acabo de assistir ao filme MANN do Aamir Khan. Filme de inicio de carreira, ele com carinha de mocinho novo... Que porcaria!!!!
Credo que filme mais babaca, HORRIVEL. Ate comeca bem, mas no final vira um dramalhao mexicano elevado a decima potencia!!!!!!
SOCORROOOOOOOOOOOOOOO

Ibirá Machado disse...

Virge, ainda bem que você falou pois assim nem perco meu tempo! hahahaha

Gabriela Dória disse...

Ibirá, eu leio seu blog e amo!
Diz que sabe quem sou eu...Sabe?
kkkkkkk...Parabéns pelo blog, é ótimo!

Ibirá Machado disse...

Obrigado, Gabi!

Eu sei quem tu és, e tu sabes quem sou. Sabemos todos :D

Carol disse...

Eu por acaso sabia da existência desta postagem? o.O

Estou tão assustada que não sei o que dizer.Gosto dele, bastante.Afinal, fez meu filme favorito.Aliás, fez dois dos meus filmes favoritos com dos meus atores favoritos.Trouxe muito favoritismo à minha vida, o Aamir.

Jacqueline Salgado disse...

Parabéns pelo blog, Ibirá!
Sou fascinada pela delicadeza do Aamir Khan, tinha que ser um pisciano! rsrs TZP é o melhor filme que já assiti na vida, e olha que sou bacharel em Artes Visuais pela UFMG, estudei, inclusive, cinema prático e teórico! É poesia pura! Pra "agravar" meu fascínio, tenho um filho de 9 anos disléxico e bastante parecido fisicamente com o "Ishaan"" hehe No dia seguinte que meu menino viu o filme, fez uma pintura baseada na obra do personagem do Aamir, o "sorriso do Ishaan", se vc ver o que ele pintou vai cair pra trás! Tudo de cabeça! Queria muito mostrar isso ao Aamir!
Abraço grande, continue escrevendo sempre, te agradeço muito!